O que visitar em Hong Kong

Lá longe, bem distante da Europa, Hong Kong é um dos locais mais diversificados de toda a Ásia. Esta Região Administrativa Especial da China consegue mostrar-nos o que é uma cidade muito desenvolvida e ao mesmo tempo exibir-nos o mais grotesco da cultura chinesa. Ninguém fica indiferente a Hong Kong, que grava na memória dos visitantes quer as paisagens, quer o quotidiano, o movimento ou os cheiros intensos que alastram por todos os locais.

Localizada na costa sudeste da China, esta antiga colónia britânica, passou novamente para a soberania chinesa no dia 1 de julho de 1997. É composta por 262 ilhas, destacando-se as Ilhas de Hong Kong, Lantau, Cheung Chau, Lamma, Peng Chau e Tsing Yi. Os locais mais visitados pelos viajantes são a Ilha de Hong Kong, a Península de Kowloon e a Ilha de Lantau.

Vista para Hong Kong

Vista para Hong Kong

Os Mercados

Frangos pendurados no mercado

Frangos pendurados no mercado

Vendedora de um mercado

Vendedora de um mercado

Mercado dos Pássaros

Mercado dos Pássaros

Os mercados são, sem dúvida, alguns dos locais obrigatórios. Existem em abundância, quer na Ilha de Hong Kong, quer na Península de Kowloon. Apresentam-se sempre de uma forma muito organizada, vendendo legumes e frutas bem desconhecidas das nossas mesas. Os talhos, com as bancadas totalmente ao ar livre, deixam as carnes ensanguentadas para os clientes admirarem. Os imensos frangos já cozinhados jazem pendurados aos grupos, para delícia de quem os compra ou para deslumbramento de quem simplesmente os vê pela primeira vez. As peixarias estão carregadas de peixe fresco, que praticamente têm o seu último fôlego mesmo antes do empregado lhes passar a faca, com destino ao saco do cliente.

A variedade de mercados nunca acaba. Porém, estando já ligeiramente enjoado deste tipo de aromas, poderá sempre visitar um mercado de roupa ou de velharias ou então o Mercado das Flores, dos Pássaros e dos Peixes. Todos eles podem ser encontrados na Península de Kowloon. Vale a pena fazer um itinerário nestes locais, principalmente no mercado dos pássaros. As pessoas que gostam de ter aves em casa apreciam trazê-las à rua, para as passearem na sua gaiola e encontrarem-se com outras que fazem o mesmo. É um mercado e ao mesmo tempo uma espécie de convívio de donos e seus respetivos animais de estimação.

Existe ainda o Jade Market e o Ladies Street Market, bastante concorridos e próximos da Shanghai Street, uma das ruas mais conhecidas e típicas da Península de Kowloon.

Para além destes mercados típicos, também temos os shoppings, destacando-se o Harbour City, que contém mais de 6000 lojas, incluindo as mais luxuosas.

Noite em Kowloon

Noite em Kowloon

Noite em Kowloon

Noite em Kowloon

Pela noite, outros mercados surgem. Na Península de Kowloon, o Temple Street Market é o maior e o mais famoso. O ponto curioso deste mercado é a envolvência de restaurantes que circunda as ruas paralelas, totalmente apinhados de pessoas. Aqui, com as mesas completamente cheias de especialidades gastronómicas indescritíveis, as pessoas reúnem-se e convivem. Falam muito alto, riem muito alto, mas irradiam uma alegria que contamina qualquer um. A melhor forma de desfrutar destes locais é juntar-se a esse convívio e sentar-se numa mesa a beber a típica cerveja em dose gigante.

Templos

Templo em Hong Kong

Templo em Hong Kong

A visita aos templos é uma experiência única. Mais uma vez, nunca mais esquecerá o seu odor. A intoxicação através do incenso, que se consome lentamente, faz-se sentir em todos os cantos e áreas circundantes aos templos, onde também podem ser observados altares com diversas figuras, cestas de fruta oferecida, bem como os fiéis que agitam disciplinadamente os paus de incenso em frente dos altares.

O templo mais antigo na Ilha de Hong Kong é o Templo de Man No. Na porta ao lado, poderá visitar um cemitério, onde os familiares oferecem comida, predominantemente laranjas, para as almas.

Os cheiros do incenso não se sentem apenas nos templos, pois nas esquinas das ruas encontram-se em abundância pequenos altares, com amostras de incenso a desfazerem-se em fumo e alimentos à base de frutas e carne de frango, o que torna o passeio ainda mais inesquecível.

Península de Kowloon

Nathan Road em Kowloon

Nathan Road em Kowloon

A sua principal rua é a gigantesca Nathan Road, que atravessa grande parte da península e onde circulam a maior parte dos transportes. Os autocarros de dois andares, tipicamente londrinos, surgem em abundância. É intensa a movimentação de pessoas que se cruzam nos passeios e atravessam as ruas. As lojas e os seus coloridos néones também despertam a atenção de qualquer pessoa.

Um dos pontos de visita obrigatórios é a Avenida das Estrelas, onde a vista para a Ilha de Hong Kong é absolutamente arrebatadora. Daqui poderá ver, todos os dias, pelas 20:00, um espetáculo de luz e som que ocorre na Ilha de Hong Kong, intitulado de Symphony of Lights e que ilumina grande parte dos seus prédios mais emblemáticos. É também este o local onde se localiza a estátua do Bruce Lee e as marcas das mãos de várias estrelas do kung fu, como as de Jackie Chan, esculpidas no pavimento.

Ilha de Hong Kong

Trams na Ilha de Hong Kong

Trams na Ilha de Hong Kong

Para atravessar Victoria Harbour utilize o Star Ferry, que rapidamente atravessa a baía e lhe oferece uma magnífica vista panorâmica, quer da Península de Kowloon, quer da Ilha de Hong Kong.

Ruas de Hong Kong

Ruas de Hong Kong

Chegando à Ilha de Hong Kong, entre num tram, uma espécie de autocarro de dois andares, com aspeto de elétrico, embora mais estreito e mais colorido, que percorre toda aquela extensão da ilha. Esta é a melhor forma de conhecer as principais ruas desta zona de Hong Kong. Sentado no 2.º andar poderá observar as multidões que circulam nos passeios e atravessam as ruas, bem como ter uma boa noção da quantidade e variedade do comércio existente.

A Cat Street é uma rua muito típica, onde poderá encontrar velharias e objetos bem interessantes para levar como recordação. Muito perto, poderá descobrir a maior escada rolante exterior do mundo que, de manhã, desce para transportar as pessoas para os locais de trabalho e, ao fim da tarde, sobe para as fazer regressar a casa.

Aberdeen, em Hong Kong

Aberdeen, em Hong Kong

Mais longe do centro da Ilha de Hong Kong, fica Aberdeen, conhecida pela sua baía com os pescadores que vivem nos barcos e pelo famoso Jumbo Floating Resturant, o maior restaurante flutuante do mundo. Se continuar a viagem pela costa, chegará às praias de Hong Kong e ao famoso Stanley Market.

Ao fim da tarde, suba até ao Peak e deslumbre-se com as vistas da cidade a iluminar-se. O Peak é um dos locais mais visitados. Dali consegue avistar grande parte da Ilha de Hong Kong e da Península de Kowloon. A espera do anoitecer é absolutamente recompensadora quando se percebe a imensidão de luzes que se acendem.

Vista noturna do Peak, em Hong Kong

Vista noturna do Peak, em Hong Kong


Ilha de Lantau

É a maior ilha de Hong Kong e abriga o aeroporto, a Disneyland, para além do famoso Buda sentado, que é feito de bronze e é considerado o mais alto do mundo, com 34 metros de altura.

Uma viagem a Hong Kong é sempre marcante e, para além dos pontos turísticos, também são típicos os edifícios habitacionais muito altos e próximos uns dos outros, onde se multiplicam aparelhos de ar condicionado, utensílio doméstico que ninguém dispensa devido ao clima. Apesar do ambiente ultraurbano, esta é uma das zonas mais verdes da China desenvolvida, pois a sua paisagem habitacional mistura-se e é circundada por montes verdejantes.

Em Hong Kong podemos, ao mesmo tempo, conhecer o povo chinês, a sua mentalidade, as suas opções de vida, o seu quotidiano, sem nunca nos separarmos da cultura ocidental.

Transportes

A melhor forma de circular em Hong Kong é adquirir um cartão Octopus, que pode ser carregado com Hong Kong Dollars e utilizado em todos os transportes e algumas lojas, evitando assim que se circule com muito dinheiro. O sistema de transportes de Hong Kong é muito eficiente e permite-lhe deslocar-se rapidamente a quase todos os locais. O cartão Octopus pode ser utilizado nos autocarros, no metro, nos trams e nos ferrys.

http://www.discoverhongkong.com/eng/plan-your-trip/traveller-info/transport/getting-around/index.jsp

RESERVA DE HOTÉIS EM HONG KONG

SUGESTÃO DE ALOJAMENTO EM HONG KONG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *