Dicas para fazer malas de viagem

1. Transporte os objetos de maior valor na bagagem de mão (camera fotográfica, telemóvel, carregadores, tablet, etc), bem como medicamentos que costuma tomar, documentos de identificação, cartões multibanco/crédito, números de telefone, bilhetes de viagem, cópia das reservas e dados do seguro de viagem.

2. As malas (de mão e de porão) devem estar sempre identificadas com nome, endereço e telefone, para ser mais fácil entrarem em contacto consigo, no caso de extravio.

3. Respeite sempre os limites de peso e as medidas das malas. Evitam-se atrasos e pagamentos de multas.

4. Se transportar malas com peso bem abaixo do limite, não terá problemas no regresso com o peso extra.

5. Faça uma lista com tudo aquilo que pretende levar na viagem e vá eliminando o que realmente não é necessário. Imprima aqui uma lista básica de viagem e acrescente o que quiser. A maior parte das pessoas constata no fim da viagem que carregou demasiado a mala com coisas que não utilizou. Lembre-se que, em quase em todos os locais do mundo, poderá encontrar tudo aquilo que necessita.

Lista básica de viagem para imprimir

6. Tendo em conta o tipo de destino, leve alguns medicamentos que podem vir a ser úteis, como o paracetamol para as dores, anti-histamínicos no caso de alergias, pomada para as picadas de insetos, repelentes, comprimidos para a diarreia, etc.

Farmácia do viajante

7. Na bagagem de mão nunca transporte frascos com líquidos com quantidade superior a 100 ml e coloque-os sempre dentro de um saco de plástico transparente. Facilita o trabalho dos seguranças do aeroporto e diminui o tempo de espera.

8. Evite transportar uma carga excessiva de bijuteria (colares, pulseiras, anéis) e afins (echarpes, lenços, cintos). Se refletir, vai chegar à conclusão que não são necessários. Só servem para acrescentar peso e dar trabalho a arrumar.

9. Não leve mais que dois pares de sapatos suplentes. Um par de sapatos suplente é mais do que suficiente, caso tenha (pode até nem ser necessário) que trocar de calçado.

10. Esqueça os chinelos de quarto e o robe. Não são bens essenciais e só servem para retirar espaço à mala, para além de acrescentar peso.

11. As roupas devem combinar umas com as outras, para que possa repeti-las sem parecer que está sempre a vestir a mesma roupa. Por exemplo: escolha umas calças escuras (em que não se notam tanto algumas nódoas) e combine-as com camisolas de manga curta e comprida, que possam ser vestidas simultaneamente, caso esteja mais frio. Não leve umas calças vermelhas que só vão combinar com uma camisola.

12. Para guardar as roupas na mala, escolha a tática do enrolar. Sobreponha as peças de roupa umas em cima das outras, divididas por grupos (só camisolas, só calças) e depois enrole.

13. Utilize o interior dos sapatos para guardar meias ou algum objeto mais delicado.

14. Consulte os sites de meteorologia para conhecer a previsão do tempo e adequar a roupa à temperatura a que vai estar sujeito.

15. Não leve toalhas, a não ser que o alojamento escolhido não as forneça. O mesmo se aplica ao shampoo e ao sabonete.

16. Se levar algum casaco mais pesado, não o coloque dentro das malas e levo-o consigo. O mesmo se aplica ao calçado.

17. Escolha roupa adequada ao tipo de viagem.

18. Uma boa tática para escolher as peças de roupa é dispô-las em cima de uma cama e fazer conjuntos, pensando no que vai vestir em cada dia. A seguir vá eliminando aquelas peças que não combinam com mais do que uma peça de roupa.

19. Na escolha das roupas prefira aquelas que são mais leves e feitas de tecidos que não encolhem.

20. Por fim, antes de fechar as malas, confirme com a lista de viagem se se esqueceu de algum item.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *